Dependente químico: como ajudar?

Pai com sua Filha

A dependência química é uma doença. Ela acontece quando a pessoa se encontra viciada em drogas pesadas, como a cocaína, a heroína, o crack, etc. Para os dependentes, é quase impossível largar o vício sozinho.

Em muitos momentos, pode ser difícil compreender exatamente o que está acontecendo na cabeça de um dependente químico. Contudo, o suporte dos familiares e dos amigos é essencial para um tratamento eficaz.

A melhor maneira de tratar uma pessoa viciada em drogas é levá-la a uma clínica de reabilitação, como a Clínica de Recuperação Vitta, que possui um ótimo currículo em tratar de dependentes químicos e proporcionar recuperação para uma vida saudável.

O tratamento usual envolve a desintoxicação (limpar o organismo do paciente das drogas), a psicoterapia (sessões com psicólogos) e a reinserção social (trazer o dependente de volta a uma rotina normal).

Como tratar o alcoolismo da pessoa querida?

Não julgue

Livre sua mente de julgamentos. Cada um lida com seus problemas de uma maneira. As pessoas são diferentes. Reflita bastante antes de discutir e de generalizar a dependência química. Tente se colocar no lugar do outro, pratique a empatia e a paciência.

Siga o exemplo da Clínica de Recuperação Vitta: seja compreensivo, responsável e respeitoso quando for apoiar o dependente químico. Se não fizer isso, piorará a situação.

Seja o ombro amigo

Não force a pessoa a conversar, mas esteja lá por ela caso precise desabafar. Fale menos e escute mais. Saber que pode contar com alguém é essencial para a recuperação do dependente.

É exatamente por isso que a psicoterapia é tão importante para a reabilitação. A mente é a base: ela precisa ser tão bem tratada quanto o corpo. A Clínica de Recuperação Vitta tem terapeutas muito experientes para cada caso.

Mostre que a vida vai muito além das drogas

O dependente químico acha que a única coisa prazerosa é usar a droga. Então é essencial revelar a quantidade de belezas e variedades que ele está perdendo no mundo.

Cozinhe, jogue, passeie, assista a filmes. Mesmo que seja difícil no começo, continue fazendo esforços.

Esteja presente

Faça de sua participação um elemento protagonista no tratamento. Percorra a estrada com ele, mesmo que seja cheia de obstáculos. Com força de vontade, amor e esperança o impossível não existe.

Lembre-se de procurar uma clínica de recuperação para avaliações e exames o mais rápido que puder. O processo de recuperação tem como fase inicial o diagnóstico do grau da doença para ter noção de qual tipo de tratamento é o mais benéfico para o dependente.