Clínica de Recuperação Evangélica na Cidade de Aparecida do Norte SP – BLOG

Imagem de Garota Sorrindo com um campo de Girassóis ao Fundo

A figura da divindade é algo muito forte nas pessoas e faz parte de uma realidade cultural da sociedade. Em sua grande maioria, as pessoas acreditam na existência de um ser superior que possui poder sobre tudo e todos e que pode transformar a realidade de todos com um simples gesto, ou mesmo ao poder de sua Palavra.

É confiante nisso que muitos evangélicos tomam para si a responsabilidade de abrigar pessoas dependentes em locais previamente organizados para tal e iniciam um processo de tratamento voltado para a graça de Deus, que liberta, cura e salva aqueles que abrem o coração e permitem a sua ação. Claro que não há procedimentos mágicos e hoje a maioria dos evangélicos já sabem que a melhor alternativa para conseguirem atingir os objetivos propostos é aliar sua prática às que são ensinadas pela ciência. E por isso o tratamento evangélico para dependentes químicos e alcoóltras costuma se complementar com os acompanhamentos médicos e psiquiátricos, que são comuns nos tratamentos científicos do dependente. Quais são os conceitos trazidos por essa modalidade de tratamento e quais as suas implicações no sucesso do combate às drogas?

Confira! Um Deus que te liberta do álcool e das drogas A primeira atitude que se espera de uma pessoa que decide se submeter ao tratamento evangélico para dependentes químicos e alcoólatras é saber que Deus pode libertar o ser humano de todos os males. Mas esses são os pressupostos que se espera não somente do dependente e sim, de todos os que estão de alguma maneira envolvidos no processo. Todos precisam estar cientes de que a graça de Deus é suficiente para libertar. E que assim o milagre pode (e vai) acontecer. Um Deus que te cura da dependência química e alcoólica Para aqueles que creem, Deus é aquele que cura as feridas mais profundas da alma e devolve ao ser humano a paz e a alegria de viver. Para Ele não há barreiras e nem fronteiras porque Ele tudo pode. E sendo assim, todos os que se entregam à sua graça e ao seu poder poderão alcançar todas as bênçãos que esperam, porque estarão nas mãos daquele que opera maravilhas na vida de todos os que o amam. Esse é o segundo grande pressuposto do tratamento evangélico para dependentes.

É confiante nisso que muitos evangélicos tomam para si a responsabilidade de abrigar pessoas dependentes em locais previamente organizados para tal e iniciam um processo de tratamento voltado para a graça de Deus, que liberta, cura e salva aqueles que abrem o coração e permitem a sua ação. Claro que não há procedimentos mágicos e hoje a maioria dos evangélicos já sabem que a melhor alternativa para conseguirem atingir os objetivos propostos é aliar sua prática às que são ensinadas pela ciência. E por isso o tratamento evangélico para dependentes químicos e alcoóltras costuma se complementar com os acompanhamentos médicos e psiquiátricos, que são comuns nos tratamentos científicos do dependente. Quais são os conceitos trazidos por essa modalidade de tratamento e quais as suas implicações no sucesso do combate às drogas?

Somente os que veem em Deus a solução de seus problemas e que se entregam a Ele de todo o coração podem encontrar os resultados que esperam virem dele. Porque é sobre os pilares da fé que Deus pode verdadeiramente fazer a sua obra na vida humana e no mundo. Deus quer Homens livres e conscientes de sua missão Outra importante lição trazida pelas pessoas que propõem o tratamento evangélico para dependentes químicos e alcoólatras é a certeza de que Deus tem um plano para a vida de todas as pessoas e que para isso precisa que elas sejam livres e conscientes da missão que receberam. Sabedores dessa realidade, as pessoas procurarão manter um estilo de vida mais saudável e que esteja de acordo com aquilo que Deus ensina e espera das pessoas. Claro que tudo é questão de fé, conforme dito anteriormente. Não há possibilidades de falarmos sobre esse modelo de tratamento sem primeiramente interrogar sobre a fé que a pessoa e sua família tem. Afinal, o “carro-chefe” de todo o tratamento é exatamente a capacidade de ter fé e de acreditar que Deus pode e vai fazer acontecer a obra na vida de todos. Um projeto que se alia ao social O sucesso dessa iniciativa tem sido tamanho que até mesmo os projetos que se dedicam aos serviços sociais propriamente ditos (sem cunho religioso), estão abraçando-o como parte de seus programas. Dessa forma, os projetos de cunho não-religioso tem sido grandes propagadores do tratamento evangélico à medida que o utilizam (ao menos em partes) para tornar possível a recuperação dos dependentes químicos e alcoólatras.Nos da Clinica Vitta fasemos um grade trabalho de acolhimento aqui na Cidade de Aparecida do Norte S.P.